Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
1





Partilhe este Site...



23:57:37


VERSIFICAÇÃO
VERSIFICAÇÃO

 

 

 


VERSIFICAÇÃO é a arte de compor verso, estrofe e poema.

 

 

VERSO

 

               Verso é cada uma das linhas melódicas que forma o texto poético.

               Ele é medido através da métrica.

               Observe o exemplo:

 

"Essa que eu hei de amar perdidamente um dia,

será tão loura, clara, e vagarosa, e bela,

que eu pensarei que é o sol que vem, pela janela,

trazer luz e calor a esta alma escura e fria."

                                                                    (GUILHERME DE ALMEIDA)

 

 

 

MÉTRICA DOS VERSOS

 

          MÉTRICA é a técnica de medir o número de sílabas do verso.

          A sílaba poética pode ser diferente da gramatical na sua divisão.

         Na escansão, que é a divisão do verso em sílabas poéticas, observe o seguinte:

* duas vogais (final e inicial) apresentam elisão, isto é, formam uma só a sílaba;

* o ditongo crescente é contado como uma sílaba;

* a contagem vai até a última sílaba tônica do verso.


    Observe o exemplo:

Es/sa/ que eu/ hei /de a/mar/ per/di/da/men/te um/ di/a,

 1   2        3       4      5    6      7   8   9    10    11    12

 


Os versos variam em diversas espécies quanto ao número de sílabas.

Os versos podem apresentar de uma a doze sílabas.



QUANTO AO NÚMERO DE SÍLABAS,

OS VERSOS MAIS COMUNS

PODEM SER:


* TETRASSÍLABOS ( 4 SÍLABAS ),

* PENTASSÍLABOS ( 5 SÍLABAS ),

* HEXASSÍLABOS ( 6 SÍLABAS ),

* HEPTASSÍLABOS ( 7 SÍLABAS ),

* OCTOSSÍLABOS ( 8 SÍLABAS ),

* ENEASSÍLABOS ( 9 SÍLABAS ),

* DECASSÍLABOS ( 10 SÍLABAS ),

* HENDECASSÍLABOS ( 11 SÍLABAS ),

* DODECASSÍLABOS ( 12 SÍLABAS )

* E VERSOS LIVRES.



ALGUNS VERSOS

TEM NOMENCLATURA ESPECIAL:


* DE 5 SÍLABAS ---------- REDONDILHA MENOR

* DE 7 SÍLABAS ---------- REDONDILHA MAIOR

* DE 10 SÍLABAS --------- HERÓICO

* DE 12 SÍLABAS --------- ALEXANDRINO





ESTROFE


            Estrofe é o agrupamento de versos que compõem o poema.


AS ESTROFES VARIAM

QUANTO AO NÚMERO DE VERSOS


* DE DOIS VERSOS ..............................  DÍSTICO

* DE TRÊS VERSOS ..............................  TERCETO

* DE QUATRO VERSOS ..........................  QUARTETO OU QUADRA

* DE CINCO VERSOS .............................  QUINTILHA

* DE SEIS VERSOS ................................  SEXTILHA

* DE SETE VERSOS ...............................  SETILHA

* DE OITO VERSOS ...............................  OITAVA

* DE NOVE VERSOS ..............................  NONA

* DE DEZ VERSOS ................................  DÉCIMA

  

ESTRIBILHO

          É o verso que se repete ao fim de uma estrofe.




RITMO


          Ritmo é a cadência musical do verso, obtida através da sucessão de sílabas átonas e tônicas.


           Observe o exemplo:

"Tu choraste em presença da morte?

Na presença de estranhos choraste?"


( GONÇALVES DIAS)




RIMA


           Rima é a igualdade de sons das sílabas finais dos versos.




         

AS RIMAS VARIAM QUANTO À DISPOSIÇÃO

DENTRO DA ESTROFE


          As rimas mais comuns quanto à disposição são: paralelas, cruzadas, opostas e encadeadas.


PARALELAS OU EMPARELHADAS


          Paralelas são as rimas dispostas assim:

          1ª com a 2ª

          3ª com a 4ª

          Observe o exemplo:

A        {1  "As horas pela alameda

A       {2   Arrastavam vestes de seda,


B         {3   Vestes de seda sonhada

B         {4   Pela alameda alongada."

(FERNANDO PESSOA)




CRUZADAS OU ALTERNADAS


          Cruzadas são as rimas dispostas assim:

           1ª com a 3ª

           2ª com a 4ª

           Observe o exemplo:

A           { 1  "Ouvi-la alegra e entristece.

B           [ 2  Na sua voz há o campo e a lida,


A           {3   E canta como se tivesse

B           [ 4  Mais razões p'ra cantar que a vida."

(FERNANDO PESSOA)




OPOSTAS OU INTERPOLADAS


          Opostas são as rimas dispostas assim:

          1ª com a 4ª

          2ª com a 3ª

         Observe o exemplo:

A       {1  "Amo-te afim, de um calmo amor prestante

B       [ 2  E te amo além, presente na saudade

B       [ 3  Amo-te enfim, com grande liberdade

A       {4  Dentro da eternidade e a cada instante."

(VINÍCIUS DE MORAES)




ENCADEADAS


          Encadeadas são as rimas dispostas assim:

          1ª com palavra não final da 2ª

          3ª com palavra não final da 4ª

          Observe o exemplo:

A        {1  "As flores d'alma que se alteram belas,

A        {2  Puras, singelas, orvalhadas, vivas

B        [3  Têm mais aroma e são mais formosas

B        [4  Que as pobres rosas num jardim cativas..."

(CASTRO ALVES)


          

 

          As rimas podem variar quanto à classe de palavras dentro da estrofe.

          As rimas mais comuns quanto à classe de palavras são: pobres e ricas.

    POBRE: é a rima que apresenta palavras da mesma classe gramatical.

       RICA: é a rima que apresenta palavras da mesma classe gramatical.


    Observe o exemplo: "Seis horas... Salto do leito.    (rima pobre)

                                  Que céu azul! Que bom ar!      (rima rica)

                                  Ai, como eu sinto no peito,      (rima pobre)

                                  Moço, vivo satisfeito.               (rima rica)

                                  O coração a cantar!                 (rima rica)

(PAULO SETÚBAL)



EXISTEM OUTRAS RIMAS, COMO:


ENGRAÇADAS




VERSOS LIVRES


          Versos livres são aqueles que apresentam diferente número de sílabas poéticas e que geralmente não têm rima.


           Observe o exemplo:

           "Pensou-se que era um

            rio

                             em janeiro.

            Mas viu-se que não.

                      Não era rio, não.

            Era a Guanabara,

            já, na manhã bem clara.

            Mas ficou sendo rio

                                         por

                                          amor

            à poesia."

                    (CASSIANO RICARDO)